Alimentos Industrializados X Alimentos Naturais

1 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 1 LinkedIn 0 1 Flares ×

Muitas vezes as crianças não aceitam bem os alimentos do dia-a-dia oferecidos pelos pais, ou na hora de comer ficam separando no prato o que encontram de temperos e verduras. E com isso as mães precisam usar a criatividade para “disfarçar” alguns alimentos e, muitas vezes recorrem aos industrializados que na embalagem diz: “ricos em vitaminas e sais minerais” como sucos, iogurtes, hambúrgueres, nugget’s, massinhas, sopinhas, biscoitos… Então perguntamos: será que vale a pena oferecer este tipo de alimentos?

Por exemplo, as bolachas comercializadas são na grande maioria fortificadas, mas a quantidade de nutriente acrescentado é tão pequeno que não faz muita diferença. É correto dizer que satisfaz e fornece grande quantidade de carboidratos, mas junto também tem gordura e açúcar, deixando a criança sem fome. O risco é que, os pais, à vezes, ficam achando que alimentaram corretamente seu filho, mas na verdade ficou faltando algumas vitaminas e sais minerais, necessitando assim de complemento, portanto a criança, por já estar saciada, não aceita mais nada. Nossas necessidades são supridas com a variedade de alimentos, bem como a qualidade destes, portanto quanto mais naturais, melhor para o nosso organismo.

Até mesmo nós adultos, na correria diária acabamos recorrendo aos industrializados de vez em quando. Não podemos esquecer que a ingestão de alimentos in natura como verduras, frutas, carnes magras, arroz e feijão, leite e grãos, são muito importantes para a manutenção da saúde e prevenção de doenças. Portanto, se as crianças (ou adultos) não aceitam bem os alimentos naturais, trocar a forma de preparo é uma boa opção, para: sopas, purês, pudins, cremes, panquecas, tortas, sucos, batidas, e após ingerir o que é necessário, se complementa com produtos fortificados, sempre cuidando no rótulo para evitar as gorduras trans, o excesso de açúcar, sal, gordura e carboidrato simples.

Com as crianças, vale a negociação, após concientizá-las da alimentação correta, pode-se combinar o dia da guloseima preferida, mas que não seja freqüente, por exemplo: uma vez na semana ou no mês.

Uma boa sugestão é expor frutas e legumes numa cesta na cozinha, também vale misturar alguns artificiais, para a cesta ficar sempre colorida e farta, estimulando assim, o consumo a alimentos saudáveis, ao contrário dos biscoitos que devem estar bem escondidos no armário.

Ao nosso prato diário de almoço e jantar, todo mundo sabe, tem que ser “colorido”, ou seja, verde das verduras, vermelho, do tomate, roxo, da beterraba ou da berinjela, laranja, da moranga, branco, do aipim e preto dos grãos.

A cada lanche do dia, acrescente uma fruta diferente. E nos intervalos beba água. Então não terá erro, é saude, bem estar e disposição na certa.

---

E se você realmente quer emagrecer, secar a gordura ou simplesmente ficar magro, conheça o nosso Sistema de Emagrecimento Rápido você vai se surpreender!
RESULTADOS GARANTIDOS! Clique no botão acima e mude totalmente sua vida, você vai ter o corpo que sempre sonhou. ;)
1 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 1 LinkedIn 0 1 Flares ×


Sobre


'Alimentos Industrializados X Alimentos Naturais' possui 39 comentários

  1. 27 de setembro de 2011 @ 10:39 eloisa

    eu adorei esse texto

    responda

  2. 13 de outubro de 2011 @ 15:33 elvis

    Gostaria de saber como devo usar alimentos in natura e industtializados.

    responda

  3. 4 de dezembro de 2011 @ 14:14 Thayane

    O texto é muito bom!!!!!!!!!!

    responda

  4. 22 de junho de 2012 @ 14:38 jane

    olá, gostei bastante do texto, muito bom,
    os alimento naturais são indispensável para a vida ser bem mais saudável…

    responda

  5. 26 de novembro de 2008 @ 19:52 joseane

    hum eu tambei, gostei sim desse site

    responda

  6. 4 de junho de 2009 @ 18:34 nick fofuxaa

    A diferença sobre Alimentos naturais e Industrializados é que
    os industrializados são modificados ou produzidos pela índustria
    já os naturais não são modificados nem produzidos pela índustria

    responda


Gostaria de compartilhar?

Seu e-mail não será publicado.

Nutricy - 2014