Geneticistas ganham o Nobel de Medicina

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 LinkedIn 0 0 Flares ×

O prêmio Nobel de Medicina de 2007 foi concedido a dois americanos, Mario Capecchi e Oliver Smithies, e um britânico, Martin Evans, por seus trabalhos sobre a criação de ratos transgênicos, que abriu um novo horizonte para as pesquisas de doenças como o Alzheimer e o câncer. Os estudos de Capecchi, Smithies e Evans permitiram descobrir como manipular geneticamente células-tronco embrionárias de ratos, destacou o comitê Nobel em um comunicado. O trabalho dos três cientistas possibilitou o desenvolvimento de uma técnica de modificação de genes conhecida como “nocaute” de genes, ou seja, sua neutralização.Para o comitê Nobel, as descobertas dos dois americanos e do britânico “permitiram desenvolver uma tecnologia de imensa importância”.

Mario Capecchi é particularmente conhecido pelo seu trabalho pioneiro na identificação de genes de células estaminais de embriões de ratos que possibilitaram técnicas transgênicas incluindo a clonagem e modificação genética.

ciencia  premio nobel Geneticistas ganham o Nobel de Medicina

Martin John Evans é um cientista britânico a quem é atribuída a descoberta das células estaminais embriónicas em 1981. Oliver Smithies é um cientista estadunidense nascido na Inglaterra. É considerado o inventor (em 1950) da eletroforese em gel, uma técnica de separação de moléculas que envolve a migração de partículas em um determinado gel durante a aplicação de uma diferença de potencial.

Os ratos geneticamente modificados representam para os cientistas modelos de laboratório excepcionais que permitem estudar as bases de doenças que vão desde o mal de Alzheimer ao câncer, assim como a resposta a novos medicamentos. Até o momento foram isolados mais de 10.000 genes de rato, aproximadamente metade dos que compõem o genoma dos mamíferos.

Os prêmios serão entregues oficialmente em cerimônias nas cidades de Estocolmo e Oslo no dia 10 dezembro de 2007.

Os vencedores receberão das mãos do rei Carl Gustav da Suécia uma medalha de ouro, um diploma e um cheque de 10 milhões de coroas suecas (1,52 milhão de dólares), que pode ser dividido entre três pessoas em cada categoria.

O Prémio Nobel da Fisiologia ou Medicina é um prêmio atribuído anualmente pela Real Academia de Ciências da Suécia, recompensando as pessoas que se destaquem nas áreas de investigação da Medicina. É um dos prêmios internacionais de investigação científica, instituídos em 1901 por Alfred Nobel, conhecidos como Prêmios Nobel.

Similar posts

1 Comentário

  1. 20 de abril de 2011    

    Olá, boa tarde,

    Muito bom, parabéns ao autor por escrever esse magnífico texto.

    Abraços

Deixe um comentário



Digite seu endereço de email para assinar este blog e receber novidades por e-mail.

Junte-se a 6 outros assinantes

Siga-me no Twitter